segunda-feira, 25 de março de 2013

Qual o valor de uma alma?

Carlos Magno (742-814) era o governante mais famoso da Idade Média e uma figura chave na história europeia. Relata-se que após a sua morte, o rei Carlos Magno foi sepultado envolto em vestes reais sentado em uma cadeira de mármore. Em seu colo estava uma Bíblia aberta no Evangelho de Marcos capítulo 8. Seu dedo apontado para o versículo 36.

“Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma”?

Ele faria bem para muitos, acordar e perceber o valor da alma que Deus lhes deu. Toda alma é extremamente valiosa por que:

Toda alma tem sua origem com Deus.

"E o Senhor Deus formou o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivo". Gênesis 2.7

“Eis que todas as almas são minhas; A alma do pai, bem como a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.” Ezequiel 18.4

"Então o pó voltará a terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu." Eclesiastes 12.7

Afinal qual o preço de uma alma?

Um cientista inglês fez um estudo sobre o valor químico do ser humano e chegou à conclusão que o ser humano não vale quase nada.


Com a gordura de um corpo adulto podem-se fabricar sete sabonetes. Nosso organismo tem açúcar suficiente para adoçar uma xícara de café e ferro para fabricar um prego de tamanho médio. O fósforo existente no organismo daria para mil e duzentos palitos. Os cabelos dariam para confeccionar cinco pincéis. Os ossos, depois de triturados, dariam para fazer quatro quilos de adubo orgânico. E as unhas, devidamente derretidas, dariam para fabricar um frasco pequeno de cola. Além de outras matérias sem importância, mais de quarenta por cento do corpo humano é água. Se tudo isso fosse vendido como matéria-prima, daria em torno de R$ 100,00 (Cem reais).

Temos que reconhecer que não valemos grandes coisas. Com R$ 100,00 (Cem reais) não se compra muita coisa. Claro, poderia argumentar que é possível ganhar um bom dinheiro se prostituindo, ou negociando órgãos como o rim, o coração ou os olhos.

É verdade. Mas é um comércio baseado em critérios questionáveis, desumanos e passageiros. O real valor do ser humano não está no palpável, nem num valor relativo do mercado. O valor do ser humano está no que ele tem de mais precioso, que é a sua alma.

Todo ser humano possui uma alma. Ninguém quer perdê-la. Por isso devia ser normal à preocupação quanto ao preço de uma alma. Nem os ministros da área econômica de um país sabem informar o valor de uma alma. Nem os mais capacitados cientistas.

O único que pode dar informação segura é aquele que nos colocou no mundo, dando-nos um corpo e uma alma: Deus. E Deus, através de Jesus Cristo, não deixa dúvidas. Diz ele na sua palavra:

“O que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? O que dará o homem em troca de sua alma?”
Mateus 16.26

Jesus Cristo considera a nossa alma um tesouro imenso e extraordinário. Ele se humilhou, morreu e ressuscitou com o objetivo de salvar a nossa alma. O preço da alma, portanto, é o sangue de Cristo derramado na cruz. Diz o apóstolo Pedro:

“Não foi mediante coisas corruptíveis, como ouro ou prata, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem mácula, o sangue de Cristo.”
1 Pedro 1.18,19

 Temos nós a mesma consideração? Damos nós o devido valor à nossa alma?

Judas vendeu a sua alma por dinheiro. Esaú trocou a sua alma por um prato de comida. O jovem rico considerou os seus bens mais valiosos do que a sua alma. Jesus chorou sobre Jerusalém porque os seus habitantes não se preocupavam com a sua alma.

Milhares de pessoas trocam a sua alma pelas drogas, pelo alcoolismo, pela luxúria, pela prostituição, pela ganância – ou por qualquer coisa que satisfaz o corpo, porém mata a alma.

O cristão é responsável pela sua alma. Para não perdê-la ele estuda a Palavra de Deus, participa dos cultos e da Santa Ceia. Ele pratica a sua fé e não leva a sua alma onde Deus não pode estar.

O diabo é o maior inimigo das almas. Enquanto Deus quer conduzi-las ao céu, ele quer levá-las ao inferno. Por isso o conselho bíblico:

“Sede sóbrios e vigilantes: o diabo, vosso adversário, anda em derredor como leão que ruge, procurando alguém para devorar. Resisti-lhe firmes na fé.”
1 Pedro 5.8

Tenhamos, pois, muito cuidado com a nossa alma. Façamos aquilo que Deus nos recomenda na sua palavra:

“Venho sem demora. Conserva o que tens para que ninguém tome a tua coroa.” Apocalipse 3.11

Quanto você vale?

            O que diz a Bíblia a respeito destas coisas? Qual o valor que ela realmente coloca a alma humana?
            A sociedade materialista tenta colocar um valor em tudo. Alega "Tudo tem seu preço." O mundo está constantemente avaliando o valor de suas ações, títulos, apólices de seguros, planos de previdência, salário mínimo, etc... Na sociedade moderna essa fixação de valor tem dominado o pensamento de alguns que dizem ser cristãos. Eles sentem que devem colocar algum tipo de valor material sobre a vida humana ou a alma humana. Algumas frases populares da era moderna são; "eu valho isso", ou "você vale a pena". Vaidades utilizadas por pessoas vaidosas, na tentativa de conseguir alguma coisa, vender algo, ou apenas "sentir bem comigo mesmo." Eles se veem como sendo de grande valor. 
A essência de uma alma é um tema indescritível. A maioria vai concordar que a alma é a essência de um homem, mas o que realmente é a alma, e como ele é diferente do espírito? No Antigo Testamento, a alma é muitas vezes usada como sinônimo de toda a pessoa ou o indivíduo. Gênesis 12.13 é um exemplo,


“Diga-me, peço-te, que és minha irmã: que pode ser bem comigo por tua causa, e que minha alma viva por causa de ti.”
Gênesis 12:13

Aqui Abraão estava falando de sua vida em geral. Existem dezenas de usos semelhantes no Antigo Testamento. Outro uso da alma é a essência ou substância de um homem.


“Porque tu não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção.”
Salmo 16.10

Esta instância (que também é uma referência profética a alma de Cristo) fala dos escrúpulos do homem, a essência dele, seja no corpo ou não, o que existe e faz dele distinto de outro homem. O Novo Testamento, na maior parte enfatiza este aspecto. A alma de um terço da tricotomia do homem: corpo, alma e espírito. 

“E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo.”
Mateus 10.28

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”
1 Tessalonicenses 5.23

Em comparação com o espírito, ao contrário das afirmações de alguns, há uma distinção. Hebreus 4.12 deixa claro:

“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.”

A palavra de Deus pode dividir alma e espírito, portanto, eles devem ser dois conceitos distintos, embora eles nem sempre sejam fáceis de distinguir. Provavelmente a maneira mais fácil é perceber que a alma é o que uma pessoa é, enquanto o espírito é algo que uma pessoa tem. Quando Deus criou Adão, ele deu o fôlego corpo (espírito) e então o homem se tornou uma alma vivente.
“E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” 
Gênesis 2.7

Parece que a alma é um produto do espírito. Naturalmente, há uma grande diferença entre o espírito habitar em um homem perdido e espírito que habita em um homem salvo. Na verdade, o "espírito do homem" é um espírito morto. É a parte de Adão que morreu no dia que ele comeu da árvore. Sua alma no sentido literal não podia morrer e seu corpo não morreu até mais de 900 anos depois. Essa é a razão de todos os descendentes de Adão são "mortos em nossos delitos e pecados" o espírito dentro deles está morto porque não teve comunhão com Deus desde o dia que Adão comeu da árvore proibida. O "espírito do homem" parece ser um espírito comum a todos os homens que Deus criou quando fez Adão. Parece também ser chamado de "espírito do mundo".

“Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus”. 
1 Coríntios 2.12
Não há indicação de que o homem tenha perdido o espírito individual. Todos compartilham que a humanidade perdeu o mesmo espírito. Na mesma linha de pensamento todos os crentes nascidos de novo compartilham do mesmo Espírito Santo, mas é aí que as semelhanças terminam. O Espírito Santo é um justo, espírito regenerativo que irá conceder o crente um corpo glorioso e levá-lo à presença de seu Salvador, enquanto o espírito do homem é pecador e morto e só vai levar os perdidos para um inferno de fogo.

“Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas”. 
Filipenses 3.21


Tudo isso tem valor?
Uma jovem turista foi à cidade de Cairo, no Egito, para conhecer um grande sábio, de quem ela era uma admiradora. Chegando lá, ficou surpresa, pois, esperava encontrar aquele sábio morando em uma grande e luxuosa residência, num dos melhores bairros daquela cidade. Para a sua indignação, aquele homem morava em um casebre, com um simples quartinho, num bairro bem pobre e afastado do centro de Cairo. Naquele quartinho, o sábio mantinha com ele muitos livros e seus móveis que se resumia em: uma cama muito simples, uma pequena mesa e um banco fabricado por ele mesmo. Então, ela lhe perguntou: Onde estão os seus móveis? Ele lhe respondeu com outra pergunta: Onde estão os seus? Ela disse: Mas, eu só estou aqui de passagem! Ele respondeu: eu também.
Quando um indivíduo contempla o valor de si mesmo para a sociedade, o mundo, ou até mesmo a Deus, o céu é o limite. O orgulho inerente do coração humano não conhece limites quando ele chegou a estimar em si. Este valor elevado de si mesmo não é limitado para o perdido. Ele é provavelmente manifestado pelos crentes. Não acha? Eu vou provar isso para você. Provavelmente o versículo mais citado para lidar com o valor de um indivíduo é Marcos 8.36-37:


“Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?”

Este é um simples, versículo mostrando a vaidade de ganhar o mundo ou qualquer coisa que à custa da própria vida ou alma. No entanto, na mente de muitos pregadores diz mais do que isso. Eles insistem em colocar um valor sobre a vida ou a alma como maior do que o mundo inteiro! A alma de uma pessoa deve ser mais valiosa para ele do que o todo mundo, mas vou mais longe. Eles alegam que o valor real intrínseco de uma alma humana é maior do que a de todo o mundo, até mesmo para Deus! Somente um coração orgulhoso, egoísta pode considerar tal conceito. O homem em vão procura encontrar uma maneira de exaltar-se; é absolutamente incrível. Esta é a essência de muitos pensamentos. Uma vez que Deus estava disposto a pagar um preço tão alto para resgatar cada alma da humanidade, então a alma deve valer a pena o preço pago. Esta é a altura da vaidade. Cristo não nos redimir porque valem o preço. 

Vamos olhar para Marcos 8.36-37 por um minuto. Jesus Cristo chamando a multidão para si começou a ensinar: “Pois, que aproveitaria ao homem”. Ele não disse  que a alma humana é mais valiosa do que todo o mundo, seria uma transação comercial pobre e inútil tentar estabelecer um parâmetro, ou seja, estabelecer o valor de uma alma.  
O tema da passagem é "um homem" e que o lucro é para ele. Não diz nada sobre o valor real de uma alma ou o preço que vale. Que Jesus Cristo disse: "Pois que aproveitará o homem se ganhar um carro novo (ou uma boa casa, ou um emprego melhor, ou um férias longa ou uma caixa de cerveja, ou umas gramas de droga, ou apenas uma refeição simples, como Esaú)...” Será que isso significa que uma alma é tão valiosa quanto um carro novo ou uma simples refeição? Em vez de listar as coisas do mundo individualmente, Cristo simplesmente aglomera o mundo e todas as coisas nele existem na frase "o mundo inteiro”. 
Lembre-se de que o mundo é mal ( Gl. 1.4 ) os crentes não devem amá-lo ou as coisas nele contido ( 1 João 2.15-16 ). Cristo estava dizendo que uma vez que cada indivíduo tem apenas uma alma e sua essência real é a sua alma, eles não devem trocar qualquer coisa no mundo para a segurança eterna de sua alma e salvação. Ele não disse, "A alma é mais valioso para Deus que o mundo inteiro" ou "A alma é de valor infinito". 
Alguns leitores podem opor e dizer: "A Bíblia diz que "Deus amou o mundo de tal maneira que deu". Sim, eu sei onde você quer chegar. Primeiro; você pode citar João 3.16 onde Deus amou (passado) o mundo em vista de sua crença de uma alma vale apenas mais do que o mundo inteiro? Você está reivindicando que sua alma é mais valiosa do que todas as outras almas no mundo? Eu não acho que até mesmo o seu orgulho vai levar você a esse ponto. O contexto de João 3:16 é um mundo cheio de almas individuais e a oportunidade de cada alma individualmente crer em Cristo ( "quem" ). Portanto vale ressaltar que; pensar que uma única alma vale mais do que o mundo é uma grande contradição, porque o mundo é feito de almas como a sua! Como pode uma alma valer mais do que todo o resto combinado?
Preste atenção, vamos aprender uma grande lição. Deus através do Senhor Jesus Cristo não veio a Terra como um homem, sofreu tentação, sofreu tortura física, sofreu grande angústia mental, sofreu um julgamento injusto, derramou Seu Sangue precioso pregado a uma cruz, abandonado por Seu Pai, sofreu uma morte miserável  por nós pobres pecadores carentes, porque valesse apena. Ele fez tudo isso para nós, por causa de sua natureza mostrando a sua misericórdia, graça e amor! Deus viu que tinha uma grande necessidade e SUA NATUREZA levou-o a entregar-se o Seu Primogênito para redimir a humanidade! Esta é uma verdade profunda perdido em uma sociedade egoísta: Deus não ama o mundo porque o mundo era digno de amor; Ele amava por causa de sua natureza AMOR.
Neste momento talvez você possa estar se perguntando o que eu quero dizer sobre o Deus Salvador? Ele não deu uma olhada no mundo mal e perverso e disse: ”Essas pessoas são de imenso valor”. Cada alma vale mais do que todo o mundo. Calculo que o Sangue do Meu Filho é de um valor semelhante e Eu vou descer e comprá-los por herança. "Este tipo de pensamento é um drible humanista, que, essencialmente, destrói os conceitos da misericórdia de Deus, graça, amor e do dom da salvação”. As pessoas que defendem esse ponto de vista são completamente cegas para o fato de que a sua posição efetivamente anula vários atributos chave de Deus. Onde está a graça, misericórdia e amor quando se está comprando algo que vale apena o preço? 
Foram-lhe mostrando essas características pelo vendedor quando você comprou o seu último veículo, casa, etc...? Você comprou porque pensou estar fazendo um bom negócio? 
Como é a salvação um dom de Deus, portanto anula qualquer operação mútua de valor.
Parafraseando o que Deus disse em João 3: 16 e outros lugares, "Eu amo as almas no mundo e mesmo estando na situação miserável de forma tão extensa vou mostrar-lhes a minha misericórdia, graça e a extensão do meu amor, enviando o meu Filho Unigênito para redimi-los de seus pecados”. (Tito 3.4Salmos 62.12; Salmos 86.5Salmos 86.15; Salmos 130.7; Miquéias 7.18Lucas 1. 50, 54 e 72; Ef 1.6-7Hebreus 4.16; 1 Pe 1. 3; 1 Pe 2.10 ; Rm 5.8 ; 2Cor 5.19-21 ;Tito 3. 4 ; 1 Jo 4.9,10 e 14). Este é o Deus da Bíblia. O primeiro é o deus da egocêntricos, vaidosos dos fariseus cegos.
Um valor relativo


            Aqui surge a pergunta: "o homem tem algum valor?" A Bíblia não diz especificamente, mas o que dizer?

Quando Adão foi criado, ele foi projetado como criatura abaixo dos anjos. Foi-lhe dada à glória e honra, no Jardim do Éden teve o domínio sobre toda a terra. Em seguida, ele caiu. Ele caiu de um estado de inocência ao pecado.  Alguns sugerem que o homem ainda está em um nível alto o suficiente para que Deus coloque em valor suficiente para fornecer-lhe a salvação. No entanto, isso não vai funcionar.

“Mas quero lembrar-vos, como a quem já uma vez soube isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram; E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia”;
  Judas 1.5-6

Por razões não reveladas, não há indicação de que o Senhor vai fornecer uma salvação para esses anjos, ainda que eles sejam uma criação superior do que o homem.  No entanto, pode-se dizer que, por sua grande misericórdia, graça incomparável e o eterno amor de Deus escolheu fornecer a salvação para a humanidade, não porque o homem é valioso, mas por causa da natureza benevolente de Deus. 
Concluindo

Pensamos por um momento! Você realmente acha que é tão especial ou único entre a criação de Deus? Você uma criatura tão especial que nem mesmo Deus pode duplicar você? 

Como foi difícil para Deus criar o Universo? Como foi difícil para Ele trazer o homem à existência e torná-lo uma alma vivente?  Tudo o que Ele tinha a fazer era falar e estava lá. Quão difícil seria para Ele fazer outro, ou fazer mais de um bilhão de você? Então, como você pode ser especial ou original se um trilhão de mais você poderia ser feito em um instante? É um grão de areia na praia mais especial do que qualquer outro? Ou uma pulga entre milhões em todos os cães do mundo? (1 Sm 24.14 , 1 Sm 26:20 ) Ele sabe figurativamente falando que nós não somos melhor do que um mero animal ( Mat. 15. 25-26 ). Ele sabe o nosso lugar, Ele sabe que somos cão, desprezível e sem valor inerente para dar-lhe qualquer qualidade redentora. Entretanto, por causa da imensa Misericórdia, Graça e Amor de Deus da redenção, foi fornecido para nós pobre pecadores ao receber Jesus Cristo como Salvador de nossa alma e tornar-se um filho de Deus; nascido de Deus pelo Espírito Santo.  Podemos, portanto, perceber que toda a bênção que Deus tinha reservados para nós na vida, não veio porque nós valíamos muito, mas veio por causa da graça do Deus Criador. Em Cristo, temos tudo, em nós mesmo não temos nada, senão a morte, a sepultura, tristeza e inferno.
Graças a Deus pelo seu dom inefável. (2Co 9:15)

Nenhum comentário:

Postar um comentário